10 Problemas sexuais na gravidez – e como corrigi-los

2019-01-21 Off Por Rafael Souza

Partindo do conhecido o enjoo matinal até o crescimento rápido do seu bebê, aqui estão listados e explicados os 10 problemas sexuais mais comuns que você pode sentir, e também algumas das soluções simples que podem recorrer a tornar sua vida sexual mais confortável, agradável e também mais prazerosa.

Voltar a ter relações sexuais quando você está grávida te fazer sentir que está viajando em águas inexploradas (e, mais ainda, se este for seu primeiro bebê). Mas entenda que é completamente normal que o sexo se altere um pouco quando você está esperando um filho, e que os sintomas da gravidez junto com esse bebezinho em crescimento irão alterar um pouco as coisas, pelo menos por agora.

10 Problemas sexuais na gravidez - e como corrigi-los

Mas tente não se deixar levar e desistir assim que os problemas comuns do sexo que ocorrem na gravidez surgirem. É sempre importante, como em todas as outras fase da relação, manter o vínculo com seu parceiro sempre forte e renovado, antes que seu filhote chegue ?(quando as trocas de fraldas incessante, o choro sem motivo e os horários de sono deixarão o sexo complicado de outras maneiras).

Com o tempo de trabalho, separei aqui 10 dos problemas sexuais mais comuns a mim relatados durante a gravidez, e também algumas soluções fáceis para corrigi-los (ou deixa-los menores).

A doença de manhã (enjoo) vai te deixar sem vontade

Estando grávidas ou não, os problemas comuns enfrentados dentro barriga levam a maioria das mulheres a se sentirem estranhas, e não fisicamente capazes de fazer sexo. Sendo assim, quando a doença da manhã chega e fica, não é estranho entender que o sexo não é uma das suas prioridades. Diferentemente de uma dor de cabeça, que pode sim ser curada depois de um sexo bem feito, transar muitas vezes só piora a náusea.

A solução: aguarde até que você se sinta menos tontura ou reserve um período diferente do dia (ou da noite, se a sua náusea costuma acontecer pela manhã). E se lembre de que esse caso de enjoo matinal quase sempre diminui no começo do segundo trimestre da gravidez .

A fadiga da gravidez está deixando você com sono demais para sexo

O crescimento de um bebê é sempre cansativo – principalmente no primeiro e terceiro trimestres.

Mas, ao dormir toda a noite sem ao menos pensar sobre isso, o efeito pode ser negativo para os casais que normalmente fazem sexo à noite.

Tente se estimular logo de manhã ( acredite, será um dia muito mais gostoso!). Ou recorre as persianas em uma tarde de fim de semana para privacidade. Dica: Uma vez que seu parceiro já esteja na cama cansado, você terá um travesseiro humano carinhoso para um sono pós-sexo.

Sua barriga de bebê em crescimento está ficando no caminho

Se você pensar que seu novo tamanho está impedindo você de gozar (ou se manter ) em certas posições sexuais, incluindo ainda algumas que sempre gostava de fazer antes de engravidar, saiba que você não está sozinha nessa! É completamente normal que o crescimento acelerado da sua barriga interfira alguns movimentos sexuais.

A solução: Há várias outras posições sexuais favoráveis as mulheres que estão na gravidas, que você escolher e substituir suas antigas preferências. Algumas posições laterais (frente a frente ou frente-para-trás) geralmente são as mais confortáveis nesses casos, pois elas o manterão longe das costas. A mulher ficando por cima também permite mais controle sobre a penetração.

Uma imagem corporal erradamente negativa faz você se sentir menos que sexy

À medida que o corpo muda se altera na gravidez, você pode se pensar estar menos confortável em sua própria pele, o que pode atrapalhar a sensação de desejo ou mesmo de entrar no clima de sexo.

A solução: Provavelmente, seu parceiro vai ver você como uma figura super sexy. Mas procurar cuidar de si mesmo e se manter no poder do pensamento positivo é a chave para encarar esse problema. Antes de tudo, tente se concentrar em como seu corpo está se alterando de maneiras incríveis para suportar seu bebê em crescimento.

Tente também colocar mais exercícios seguros à gravidez à sua rotina, como a massagem pré natal e o ioga pré-natal , que também podem estimular uma conexão saudável mente-corpo. É sempre recomendado também o consumo regular de alimentos ricos em nutrientes, tanto quanto possível e também recorrer a outras maneiras saudáveis para cuidar de si. Tudo o que poder para te deixar mais relaxada (ou pelo menos diminuir o ritmo de tensão) ou qualquer outro problema que você possa estar sentindo, para que você possa se aproveitar mais esse momento único da vida.

Inchaço

As alterações hormonais da gravidez normalmente elevam o fluxo sanguíneo em direção a região pélvica – o que pode pode aparentar ser uma coisa muito impressionante para as mães de primeira viagem, ou um pouco irritante, dependendo das condições gerais da sua saúde. Para algumas mães, as genitais maiores e também outras alterações que ocorrem nos lábios aumentam (e muito ?) a sensibilidade e pode-se assim chegar a orgasmos mais fortes e fáceis.

Mas para algumas mulheres, os efeitos que ocorrem depois de um orgasmo podem ter uma menor duração.

A solução: se o ingurgitamento genital estiver atrapalhando seus momentos de prazer, pense neles como uma oportunidade divertida de mudar as coisas. Você pode achar mais excitante nesse momento da vida trocar o tradicional sexo por sexo oral, por uma lenta estimulação manual ou mesmo recorrer a uma posição diferente. Sendo assim, se o inchaço acontecer seguido por dores durante a relação sexual, isso pode ser um sinal claro de veias varicosas presentes na região pélvica ( que podem ocorrer na região da vulva, na vagina e  também em toda área circundante), o que pode exigir uma consulta com seu médico especial.

Problemas com o leite materno

É uma situação um pouco estranha, confusa (e um pouco engraçada), mas algumas mulheres começam a produzir um “pré-leite”, o colostro, como resposta à estimulação dos hormônios, quase sempre durante o terceiro trimestre da gravidez. Então, quando (e se) acontecer de sair algo do seu seio, não há com o que se preocupar – a menos que você se sinta desconfortável com essa situação. Dessa forma, enquanto os seios maiores provavelmente despertarão o interesse sexual do seu parceiro, muitas mulheres podem começar a sentir dor quando são tocadas pelo parceiro.

A solução: Se você está preocupada com o colostro produzido ou se outro problema está trazendo dificuldades durante as preliminares, peça ao seu parceiro para focar em outras partes do seu corpo. Lembre-se que a sensibilidade começará a diminuir no quarto mês. Até lá, peça ao seu parceiro que controle o toque .

A Descarga Vaginal Extra Pode Diminuir Sensação

Quando você está esperando um bebê (que certamente trará essa grande entrada pelo canal do parto), não é de se admirar que você sinta mais úmida do que o normal nessa região. E ainda, esse estimulação extra no corrimento vaginal (que muitas mães sentem durante a gravidez) pode ser ainda mais sentido durante o sexo. Embora isso possa ser uma notícia agradável, se você costuma ser pouco lubrificada durante o sexo, o excesso pode realmente diminuir a sensação de prazer para os dois, e até mesmo deixar um clima mais difícil para ele manter sua ereção ou finalmente chegar ao orgasmo.

Um pouco de preliminares feitas por mais tempo podem ajudar vocês dois. E ainda é possível que as mães grávidas sintam secura extrema e repentina durante o sexo. Se isso ocorrer com você, lubrificantes à base de água sem perfume, como já oferecidos em todas as farmácias, são seguros e podem ser usados conforme necessário.

Um Perfume Natural Mais Forte

Algumas mulheres grávidas já perceberam que suas regiões inferiores se tornam diferentes nessa fase da vida. Pode ocorrer novamente graças a essa descarga extra que ocorre (conhecida na fala médica como leucorréia), que pode alterar a consistência, o odor e o sabor das secreções vaginais. E se você sentir um cheiro que pode ser chamado de qualquer nome, menos de sensual, não deixe que isso afaste a possibilidade de fazer sexo.

A solução: se incomodar, passe um pouco de óleo perfumado na parte interna das pernas para esconder o cheiro. Um banho caprichando nessas partes antes de entrar na cama também pode ajudar.

Sangramento leve após o sexo está te preocupando?

Encontrar um pouco de sangue, após a relação sexual, pode trazer um pouco de complicação e medo na próxima vez que estiver entre os lençóis.

A solução: não tenha medo, essa pequena perda de sangue é totalmente normal: quando você está grávida, seu útero está cheio de vasos sanguíneos a mais, presentes em toda a região pélvica, que está com aumento considerado do fluxo sanguíneo e também o seu colo do útero está mais maduro (leia-se: muito mais sensível, mais ainda na reta final da gravidez) – todos motivos que podem fazer um pequeno sangramento acontecer de forma natural. Considerando que o volume perdido seja pouco, geralmente não há nada com que se preocupar nesses casos – embora ainda possa ser benéfico informar ao seu parceiro.

Falta de desejo sexual

Você pode estar se sentindo numa montanha russa do sexo, com a vontade sempre indo e vindo. O desejo sexual irá mudar várias vezes durante a gravidez, mas você pode se questionar se o que você está experimentando em um dado momento é bom – ou se é uma indicação de que algo no seu corpo está errado.

A solução: Entenda que esses altos e baixos no seu desejo sexual são considerados normais. Perceba que duas gravidezes são sempre completamente diferentes, por isso não há uma maneira padronizada de que esperar que uma mudança na libido seja considerada normal.

Algumas mulheres passam a ter um maior desejo sexual graças a mudanças hormonais. O interesse pode alterar durante um tempo depois. Frequentemente, uma elevação é atribuída ao fato de que os primeiros sintomas da gravidez – como o enjoo sentido pela manhã! – diminuiu e há mais energia para dedicar a sua vida sexual.

O fluxo sanguíneo a mais para os lábios, clitóris e vagina pode deixar mais fácil ocorrer o clímax do que nunca – e também ter orgasmos fortes e duradouros pode ser um desafio. Mas os mesmos hormônios que podem levar a um aumento do desejo sexual repentino e forte também podem colocar o tudo a perder, deixando seu humor lá pra baixo.

E conforme a hora do parto se aproxima, é muito comum a libido sumir novamente, às vezes até mais do que durante o primeiro trimestre, devido aos problemas físicos (seu inchaço, as novas dores e desconforto geral) quanto mentais (a mente ficar sempre pensando nesse grande evento).

O que é normal quando se trata de gravidez sexo?

É normal passar por um ou todos os problemas acima. Em cada fase, é bem possível encontrar um sintoma inesperado – e se você estiver preocupado ou tiver dúvidas, fale o mais rápido possível com seu médico.

Quando chamar o médico

Se você tiver algum dos sintomas que podem ser usado como indícios durante a gravidez – que pode ou não estar atrelado ao sexo – fale com médico imediatamente.

Há algum risco de fazer sexo durante a gravidez ou é seguro em todo o processo?

Na grande maioria dos casos, o sexo é seguro durante toda fase de gravidez, mas o obstetra / ginecologista pode pedir que você se atenha em determinados momentos ou mesmo durante toda a gravidez, se essa for considerada de alto risco .

Lembre-se de que, independentemente do tipo de problema sexual enfrentado que esteja associado à gravidez, você deve decidir se está ou não confortável em ter momentos de intimidade. Se você não estiver com vontade de ter relações, entenda que abraçar, beijar e tocar podem fomentar a intimidade também.

Ah, uma das formas de melhorar sua disposição ao sexo é praticar o Yoga para Grávidas.

Divulgo um Pacote de vídeo aulas criado especialmente para grávidas. Melhora a saúde, ameniza os desconfortos e traz melhor conexão entre mamãe e bebê durante a gestação. Aulas estão compostas de meditações guiadas, posturas de Yoga e exercícios de relaxamento pensadas para esse período tão especial. Para ter acesso, entre aqui.