A importância das rotinas em crianças

2019-06-06 Off Por Rafael Souza

O dia de uma criança é pontuado por rotinas, isto é, gestos e eventos que voltam todos os dias na mesma ordem e muitas vezes ao mesmo tempo. Quanto mais previsível for a sua vida diária, mais seguro será o seu filho.

Sentimento de segurança e autonomia

Durante as rotinas, algumas das necessidades essenciais do seu filho ( sono , cuidados de higiene, refeições, etc.) são preenchidas. Mas as rotinas vão além do cuidado físico. Graças a eles, seu filho sente-se tranqüilo, aprende a cuidar do corpo e se afirma.

A importância das rotinas em crianças

Sinta-se seguro

As rotinas estabelecidas claramente tranquilizam a criança, porque permitem que ela saiba o que vai acontecer e chegar a tempo. Por exemplo, a rotina de dodô pode ajudar a criança a adormecer, porque você precisa estar calmo e confiante para dormir. Quando uma criança conhece os passos da rotina que precede o sono, adormece mais facilmente, porque se sente seguro.

Dependendo da idade da criança, as rotinas diárias podem levar até 40% do tempo.
Você pode conversar com seu filho durante as rotinas para colocar palavras sobre rituais e sua utilidade. Por exemplo: “Nos sentimos melhor quando comemos bem! Ou “É bom ter mãos limpas, elas cheiram bem! ”

Desenvolver autonomia

Através de rotinas, a criança gradualmente aprende a cuidar de si mesma : ele vai ao banheiro sozinho, lava as mãos, escova os dentes, se veste e assim por diante. Por exemplo, com uma rotina matinal, seu filho entende que primeiro deve se vestir, almoçar e escovar os dentes. Ele se sente mais no controle porque sabe o que fazer e em que ordem. Ele desenvolve sua autonomia . Isso também lhe dá uma sensação de orgulho.

Descubra como as rotinas são uma boa maneira de ensinar seu filho a controlar seus comportamentos.

Você também permite que seu filho desenvolva sua autonomia quando você o deixa fazer escolhas durante as rotinas. Por exemplo, você pode oferecer-lhe dois suéteres e deixá-lo escolher o que ele usará. Dar uma escolha, por menor que seja, pode facilitar a participação. Dependendo de sua idade, ele poderia até usar seu suéter sozinho. Se for menor, você pode deixá-lo em parte e ajudá-lo, se necessário.

Ao deixá-lo vestir-se sozinho, pelo menos em parte, você o ajuda a desenvolver a coordenação de seus movimentos. Além disso, ele se sente orgulhoso de fazer as coisas com menos e menos ajuda.

Na creche, as crianças também usam rotinas para desenvolver suas habilidades sociais. Por exemplo, eles gradualmente aprendem a esperar sua vez de ir para a pia.

Casa e centro de guarda: duas rotinas

Geralmente, as crianças não têm dificuldade em ter uma rotina em casa e outra na creche. Eles se adaptam às maneiras de fazer cada um dos ambientes e entendem as diferenças quando você os explica para eles. No entanto, pode acontecer que as crianças reajam fortemente a determinados momentos do dia, como cochilos ou refeições. Se este for o caso do seu filho, converse com seu professor para fazer as mudanças necessárias para que as rotinas dos dois ambientes sejam mais semelhantes. Essa semelhança entre rituais certamente tranquilizará seu filho.

Os segredos de uma boa rotina

Você pode aproveitar diferentes momentos do dia para configurar rotinas. Entre os mais importantes, há a rotina matinal (o que fazer antes de sair) e a rotina noturna (o que fazer antes de dormir). Mas você também pode facilitar outras atividades diárias configurando rotinas, por exemplo, para refeições e armazenamento de brinquedos.

Nunca é tarde demais para configurar uma rotina

Se você ainda não estabeleceu rotinas com seu filho, não é tarde demais para fazê-lo. É possível que seu filho seja um pouco contestado no começo, especialmente se ele tiver o hábito de decidir o que está fazendo. Mas com paciência, você conseguirá configurar rotinas. Você pode começar com a do dodô, pois envolve vários estágios cuja sequência é fácil para o seu filho entender: colocamos o pijama depois do banho, lemos a história antes de dormir, etc.

Aqui estão algumas dicas para desenvolver rotinas eficazes:

Seja constante. A rotina deve ser feita da mesma maneira todos os dias ao mesmo tempo. Ouça com o outro pai para seguir a mesma rotina.

Mantenha as coisas simples. Não coloque muitos passos na rotina para que seu filho possa lembrar-se facilmente do que fazer.

Seja flexível Uma boa rotina deve se adaptar ao desenvolvimento do seu filho. Por exemplo, se ele agora puder amarrar seu casaco sozinho, essa pequena tarefa pode ser adicionada à sua rotina matinal antes de sair para a creche ou escola.

Servir modelo. Mostre ao seu filho que você também está seguindo certas rotinas. Por exemplo, quando é hora de arrumar, você pode arrumar a cozinha enquanto seu filho arruma seus brinquedos.

Envolva seu filho. Se ele sente que tem algum controle sobre sua rotina, seu filho vai participar mais facilmente. Por exemplo, pergunte se ele quer sua história antes ou depois do banho. Por outro lado, se ele não seguir a rotina, ele deve saber que haverá uma consequência. Por exemplo, se ele se recusar a escolher suas roupas para o dia seguinte, ele deve entender que é você quem decidirá por ele.

Faça as rotinas divertidas. Para ajudar seu filho a lembrar e seguir a rotina, coloque fotos divertidas em um quadro mostrando-lhe o que fazer. Você também pode associar uma música a uma rotina. Por exemplo, sempre cante a mesma música quando chegar a hora de guardar ou lavar as mãos.

Benefícios das rotinas escolares

Através de rotinas, seu filho aprende a organizar e desenvolver maneiras de fazer as coisas que eles podem usar na escola. Por exemplo, vestir-se sozinho para sair, lavar as mãos depois de ir ao banheiro e guardar seus brinquedos quando ele terminar de jogar.

Quando seu filho tem uma rotina em casa, também é mais fácil seguir as instruções na escola e conviver com os outros. Além disso, uma criança que se sente segura e confiante através das rotinas estará mais disponível para aprender coisas na sala de aula.

Para lembrar

Rotinas trazem uma sensação de segurança e confiança para o seu filho.
É mais fácil para uma criança seguir as instruções na creche ou na escola se ela tiver rotinas em casa.
Nunca é tarde demais para montar uma rotina com seu filho.