Como ocorre o desenvolvimento do sistema digestivo do bebê

2019-01-28 Off Por Rafael Souza

Da fase embrionária até o nascimento, aqui está uma incrível descrição de como ocorre a formação do sistema digestivo do seu bebê, que garantirá que seu filho receba a nutrição que precisa para crescer.

O que entra deve sair, isso ocorrem com todos os corpos. Embora nem sempre sejam engraçadas (ou perfumadas), as fraldas completamente sujas é um sinal claro que seu esforço para alimentar seu filho está valendo a pena. E esse processo começa muito antes do nascimento.

Como ocorre o desenvolvimento do sistema digestivo do Bebê

Primeiro trimestre: a barriga do bebê está a toda hora sendo formada

Logo nas primeiras semanas de gravidez, o embrião começa o desenvolvimento de três camadas de células. A mais interna, chamada de endoderma. com o passar do tempo se tornará parte do o sistema digestivo do bebê (formando, por exemplo, o fígado e os pulmões). O mesoderma, que será a camada intermediária, será a base dos órgãos sexuais, ossos, rins e também dos músculos. E o ectoderma, a camada mais externa, irá desenvolver o sistema nervoso, cabelo, pele e olhos.

Na sua primeira formação, o sistema digestivo é apenas uma série de tubos (como o esôfago e os intestinos) que ligam a boca (o ponto de entrada) até o ânus (a saída). Na oitava semana de gestação , esse tubo começa a se desenvolver – junto com a parte espera (que irá se transformar no estômago). Nessa fase, todas as partes do intestino são grandes demais para ficarem na pequena barriga do seu bebê – então elas se projetam no cordão umbilical.

Você sabia que embora os rins façam parte do sistema urinário (e não parte do sistema digestivo), eles desempenham uma função parecida a medida em que ajudam a retirar os resíduos do corpo. E em apenas 8 semanas, seu bebê já terá passado por dois grupos de rins temporários, e o grupo permanente estará começando a se formar.

Na 10ª semana, o estômago e os novos rins começaram a funcionar, iniciando a produção de sucos digestivos e enzimas (o trabalho do estômago) e a urina (os rins). Nessa fase, seu bebê está ganhando toda a sua nutrição da mãe, através da placenta e também do cordão umbilical (e ele está enviando os resíduos que não precisa para a placenta). Seu próprio sistema digestivo começara a funcionar, até o nascimento.

É por isso que a alimentação correta na gravidez é muito importante – por isso, não se esqueça da sua vitamina pré-natal diariamente.

E para complementar,  procure consumir alimentos ricos em folato (feijão, abacate, folhas verdes e pão integral fortificado) para se certificar  que o desenvolvimento de novas células saudáveis ​​esteja ocorrendo bem e também para prevenir defeitos congênitos; um bom consumo de ômega 3 (salmão, sardinha, arenque, nozes e ovos DHA) para garantir um desenvolvimento saudável do cérebro e também dos olhos; vitamina D (em conservas de atum, suco de laranja, ovos e cereais fortificados) para auxiliar o corpo do bebê a reter importantes vitaminas e minerais; e também de cálcio ( presente em laticínios e produtos alternativos de laticínios) para o desenvolvimento de ossos e dentes fortes.

Segundo trimestre: a prática digestiva começa a ocorrer

Assim como o seu próprio sistema digestivo está numa fase de transformação temporária (se tudo estiver certo, seu enjoo matinal deve estar começando a diminuir), o sistema digestivo do seu bebê está aumentando. Logo no começo do segundo trimestre, por volta da 13ª semana de gravidez, as estruturas do sistema digestivo já estarão totalmente formadas e também nas suas posições corretas. Agora é a hora que seu bebê começa a assumir as tarefas: ele começa a absorver o líquido amniótico, e os músculos e órgãos que fazem parte do sistema digestivo começam a se contrair.

Ele também começa a urinar a cada 40 minutos.

Você está sentindo algum desejo forte – ou mesmo uma aversão a comida? Talvez o seu bebê realmente esteja mudando seu apetite, porque nessa fase da gravidez, o seu pequeno bebê já desenvolveu papilas gustativas na sua pequena língua. Os sabores dos alimentos que você está consumindo alteram também o sabor do líquido amniótico que seu bebê está bebendo, todos os dias.

Terceiro trimestre: preparações finais

À medida que a hora do parto se aproxima, o desenvolvimento fetal começa a se preparar para o crescimento, nessa fase seu bebê ganha peso e também comprimento. O sistema digestivo continua a realizar suas tarefas de gerenciamento de resíduos, mas não estará totalmente pronto até o nascimento do seu bebê, quando começará a tomar toda a sua nutrição por via oral (no lugar do cordão umbilical).

Ainda assim, nas últimas semanais da gravidez, o sistema digestivo se prepara para o parto: o mecônio começa a se acumular no intestino.

Este é o primeiro movimento intestinal totalmente autônomo do bebê. Em vez de comida, o intestino começa a coletar os resíduos do útero (como células de sangue e células da pele), e é por isso que parece tão diferente do cocô comum do bebê. Você irá notar sua presença nas fraldas do primeiro dia, mas, as vezes, sai enquanto o bebê ainda está no útero.

Se isso ocorrer, há o risco do bebê respirar alguma pouca quantidade de líquido amniótico corado com mecônio – o que pode machicar os pulmões. Então diga ao seu médico imediatamente se você estiver notando o vazamento  de algum líquido amniótico verde ou acastanhado. Assim, seu médico pode decidir se é melhor antecipar a data do parto.

Cocô de bebê recém-nascido: o que procurar

Quando você começar a rotina das trocas de fraldas, poderá se espantar com o quanto está interessado no cocô de outra pessoa ?. Esse é o comportamento normal de todos os novos pais! Certamente, você irá aprender muito sobre como o corpo do seu bebê está agindo – e digerindo. Cor, consistência e frequência podem variar nos primeiros dias, mas há alguns sinais que devem ser observados no cocô do seu recém-nascido .

Fezes vermelhas ou pretas podem ser sinais de alguma hemorragia interna, e um cocô que é branco pode indicar  que o corpo do seu bebê não está retendo adequadamente os nutrientes. Se você nota um desse sinais, entre em contato com o pediatra do seu bebê rapidamente. Mais do que nunca, seu bebê precisa de um sistema digestivo que esteja fazendo bem o seu trabalho!

 

Ah, você é uma mãe de primeira viagem?

Guia Prático para Mamães de Primeira Viagem, são 4 livros digitais que vão orientar de forma prática e correta como você deve se preparar para a chegada do seu bebê. É um passo a passo do que você vai precisar saber antes e após a chegada do seu neném. Direcionado para mães de primeira viagem, o curso tem como objetivo promover segurança no cuidado com o recém-nascido , além de abordar aspectos do crescimento e desenvolvimento infantil nos primeiros anos de vida. Para ter acesso, entre aqui.

 

 

Fonte 01

Fonte 01

Fonte 01