Enxaqueca durante a gravidez é comum? Quais os riscos?

2019-01-18 Off Por Rafael Souza

Aqueles episódios chatos de dores de cabeça que ocorrem durante a gravidez podem afastar seriamente uma futura mãe da sua sanidade mental ?. Mas acredite, existem maneiras seguras de aliviar, mesmo aquela enxaqueca que você já está considerando da família.

Enxaqueca não é um sintoma comum durante a gravidez. Essa dor chata, intensa e também latejante pode atingir um ou ambos os lados da cabeça, e sua duração pode ser de horas ou mesmo dias.

Enxaqueca durante a gravidez é comum? Quais os riscos?

Em alguns casos, as enxaquecas são precedidas (ou também acompanhadas) do que o profissionais de saúde chamam de auras – que são sintomas neurológicos que também incluem uma visão turva , lampejos de luz severos, dormência e também formigamento em pelo menos um braço ou perna. Para completar esse quadro negativo, as enxaquecas (com ou sem auras) podem te fazer ficar enjoada, e te deixar ainda mais cansada do que o comum, com crises de tontura e também extremamente sensível à luz e ao som, mesmo que em baixo volume. Agora, vamos entender os motivos e principalmente o que podemos fazer para combater isso:

Frequência da enxaqueca durante a gravidez

A maioria das mulheres têm enxaquecas na sua primeira gravidez, e algumas outras, incluindo mulheres que já possuem um histórico de enxaqueca, as tem com mais frequência na gravidez. Os culpados? Seus hormônios desregulados, atrelados a todos os outros gatilhos inerentes à gravidez que você está começando a sentir, como fadiga , tensão, queda de açúcar no sangue repentina, um caso de estresse físico ou mesmo emocional, congestão nasal e superaquecimento – ou uma combinação de todos esses juntos ?.

Agora, algumas mulheres que já possuem um histórico de enxaquecas atrelados ao seu ciclo menstrual acabam sofrendo essas dores de cabeça com menos frequência (*ufa) quando estão gravidas, especialmente no começo do segundo e do terceiro trimestres. Isso se deve provavelmente pela “queda” do estrogênio que acontece um pouco antes da menstruação.

Mitos da enxaqueca: menino ou menina?

Você já ouviu dizer que a enxaqueca sinaliza o sexo do bebê ? Infelizmente não é tão simples assim, não há um estudo confiável para apoiar esse mito. Sendo assim, embora seja uma brincadeira divertida se ater aos sintomas para tentar adivinhar o sexo do seu bebê, não comece a comprar as coisas até ter os resultados de um ultrassom.

Quando ver um médico

É importante avisar seu médico de confiança logo na primeira vez que suspeitar que está com um caso de enxaqueca. O mesmo é válido para uma dor de cabeça inexplicável (considerando que você dormiu bem, comeu bem e não passou por nenhum pico de estresse) persistir por mais de algumas horas, se retornar com uma frequência cada vez maior ou se for acompanhada por febre, mesmo que leve.

Algumas pesquisas já indicam que as mulheres que sofrem enxaqueca na gravidez também podem estar em risco elevado de sofrerem de hipertensão , pré – eclâmpsia e também outros distúrbios vasculares. Sendo assim, se você tiver sentindo sintomas que incluem um aumento repentino de peso ou mesmo um inchaço no rosto ou nas mãos, procure marcar uma consulta imediatamente com seu médico .

Como prevenir enxaquecas

Na maioria dos casos, a melhor forma de tratar uma enxaqueca é impedir que aconteça a primeira vez. E embora nem sempre seja evitável, existem alguns passos que você pode fazer para diminuir as chances e a frequência de um ataque que pode durar dias:

Mantenha por perto um diário de enxaqueca. Anote tudo o que comeu no dia, o lugar que você estava e também o que fazia, que pode ter desencadeado uma enxaqueca. Alguns gatilhos comuns entre as gravidas incluem a exposição a luzes mais fortes ou ruídos bruscos, calor ou mesmo frio excessivo ou por longos períodos, a exposição a fumaça  e alguns alimentos como chocolate, queijo, adoçantes artificiais e também nitratos presentes em carnes processadas e frios – saiba que você deve evitar esse último durante a gravidez. Uma vez que você reconhece qual padrão geralmente acontece suas enxaquecas, tente evitar esses possíveis gatilhos o máximo possível.

Reduza o máximo que puder seu estresse. Como o estresse é um gatilho muito comum da enxaqueca, pensa-se que as terapias holísticas (incluindo a acupuntura, o biofeedback, a massagem, a meditação e a ioga) podem te ajudar a aliviar a dor da enxaqueca.

Dormir sempre o suficiente. Não há dúvida de que dormir o necessário pode ser desafiador na gravidez. Mas, já sabemos que os distúrbios do sono e a fadiga são desencadeadores eficientes da enxaqueca, procure fazer tudo possível para fazer do seu sono uma prioridade.

Exercício. Exercícios aeróbicos feitos de forma regulares e que sejam seguros para a gravidez (como caminhar, nadar e andar de bicicleta devagar) podem incentivar a diminuir a frequência e também a gravidade das enxaquecas no período de gravidez – e também é bom para sua saudê no geral – o que inclui seu bebê. Uma vez que uma enxaqueca começa, não comece a praticar esportes – pois pode piorar os sintomas.

Alívio da enxaqueca e remédios durante a gravidez

Sua enxaqueca quer ficar com você durante todo o tempo? Fique longe de remédios como o ibuprofeno e fale sempre com seu médico antes de tomar uma aspirina. Tente também as seguintes opções:

  • Relaxar. Se você suspeitar que uma enxaqueca está vindo, deite-se em um quarto escuro e totalmente silencioso, colocando uma compressa fria em volta do pescoço ou na testa por duas ou três horas. Se seu corpo estiver um pouco cansado, você vai adormecer e acordar livre de enxaquecas.
  • Paracetamol. Digo sempre que você nunca deve tomar nenhum tipo de medicação para a dor durante a gravidez  – de prescrição médica ou solução natural – sem o consentimento do seu médico, o uso ocasional de Tylenol (paracetamol) é considerado seguro mesmo durante a gravidez. Fale sempre com o seu médico para conseguir recomendações seguras sobre dosagem.
  • Verifique seu histórico de medicação. Se você se recorrer já em fortes medicações para tratar um caso de enxaqueca mesmo antes de engravidar, pode ter que evitá-las até que o bebê chegue ao mundo (algumas estão relacionadas a defeitos congênitos). Mas sempre fale com seu médico sobre outras opções que podem ser seguras.

Ah, você é uma mãe de primeira viagem?

Estou divulgando um guia Prático para Mamães de Primeira Viagem, são 4 livros digitais que vão orientar de forma prática e correta como você deve se preparar para a chegada do seu bebê. É um passo a passo do que você vai precisar saber antes e após a chegada do seu neném. Direcionado para mães de primeira viagem, o curso tem como objetivo promover segurança no cuidado com o recém-nascido , além de abordar aspectos do crescimento e desenvolvimento infantil nos primeiros anos de vida. Para acesso, entre aqui