Gravidez de gêmeos é mais arriscada? Quais os motivos?

2019-01-30 Off Por Rafael Souza

Desenvolver mais de um bebê pode sim trazer alguns riscos extras, mas eles não são tantos quanto você pode imaginar ?.

Receber a noticia que você está carregando gêmeos pode trazer também o dobro da alegria e emoção. Também pode te deixar com mais dúvidas, sobre sua saúde e a saúde de todos seus filhos. Já é conhecido que bebês a mais também trazem a mais, mas eles são sempre menos do que se imagina. Na verdade, há um bom número de gestações gemelares que não são classificadas como “alto risco”.

A grande maioria das mães que estão em uma gravidez de múltiplos passam todos os nove meses intercorrências – pelo menos em termos de complicações sérias. Além disso, embora alguns riscos e complicações sejam mais complicados de evitar, você pode se precaver de muitos deles.

Complicações potenciais para bebês durante a gestação gemelar

Uma complicação sempre associada aos gêmeos é o trabalho de parto precoce e também baixo peso ao nascer. Gêmeos, em média, saem mais cedo – e menores – do que as gestações simples. Seu útero pode ser um lugar aconchegante, mas pode ficar lotado rapidamente à medida que crescem.

É por isso que muitos médicos estipulam 38 semanas o tempo completo da gravidez de gêmeos, não as típicas 40 semanas. O parto prematuro – que acontece antes das 37 semanas de gravidez – é a complicação que mais ocorre na grávida de gêmeos. Cerca de 59 por cento dos gêmeos nascem antes do prazo estipulado. O parto de gêmeos, na média, acontece em torno de 35 a 36 semanas. O parto de trigêmeos e quadrigêmeos corre o risco de serem mais antecipados ainda.

Gravidez de gêmeos é mais arriscada? Quais os motivos?

Considerando que seu nascimento é antecipado, o gêmeo comum chega pesando apenas dois quilos e meio. Este peso é considerado baixo peso ao nascer em uma gravidez comum, mas a maioria dos recém nascidos que pesam mais de dois quilos conseguem um bom desenvolvimento , graças aos avanços médicos no cuidado de recém-nascidos que vieram antes do tempo. Gêmeos nascidos com menos de um quilo e meio, infelizmente, correm maior elevado de complicações de saúde na infância e também complicações ao longo da vida, como por exemplo, paralisia cerebral e dificuldades de aprendizagem.

Para diminuir o risco de seus bebês, é importante conhecer os sinais de parto prematuro. Ligue para o seu médico se tiver algum deles.

Sinais do parto prematuro podem incluir:

  • Cólicas persistentes (como cólicas menstruais que podem, mas nem sempre, incluem diarreia, náusea ou indigestão)
  • Contrações dolorosas com 10 minutos ou menos minutos entre elas, que não diminuem mesmo quando você muda de posição
  • Pressão ou dor na parte inferior das costas
  • Corrimento vaginal que é fraco, com listras cor-de-rosa ou com manchas de sangue
  • Pressão no assoalho pélvico, coxas ou virilha
  • A maioria das mães que sentem estes sintomas de fato não dão à luz de forma prematura, mas em todo caso, vale a pena uma atenção especial do seu médico.

Você também vai deve estar atenta a sua saúde, procurando sempre manter uma boa dieta voltada  a gravidez, que deve incluir um número de as calorias extras (cerca de 600 por dia em casos de gêmeos), que você pode requerer para ajudar a manter bem o desenvolvimento do bebê no útero.

Exite também a síndrome de transfusão de gêmeos a gêmeos – que é um procedimento in-ute-o, onde os gêmeos recebem uma quantidade desigual de sangue. Um feto pode conseguir muito sangue, o que faz o outro ficar com menos. É classificada como uma complicação bem rara, que acontece em cerca de 9 a 15% das gestações em todo o mundo, nas quais gêmeos idênticos dividem a mesma placenta. Embora esta condição não seja considerada perigosa para a mãe, ela pode trazer algum risco para os bebês.

Para diminuir o risco dos problemas com seu bebê, seu médico pode te pedir para passar com um um perinatologista. Um perinatologista é um médico que tem como especialidade avaliar as complicações na gravidez. O perinatologista pode indicar uma terapia com laser na placenta para bloquear o fluxo de sangue de um gêmeo para outro, para igualar. O seu médico pode também requisitar a drenagem do excesso de líquido amniótico com amniocentese toda semana, ou duas vezes por mês para diminuir o risco de parto prematuro com esta complicação.

Complicações potenciais para esperar mamães durante a gestação gemelar

Pré-eclâmpsia. A pré – eclâmpsia é considerada uma complicação complicada da gravidez, que leva a pressão alta nas mulheres grávidas.

Qualquer mulher grávida pode desenvolver pré-eclâmpsia, mas é mais comum entre as mães que esperam mais de um filho. Uma placenta maior – e também um maior número de hormônios extras que ocorre no caso de dois bebês – podem levar a casos de pressão alta e pré-eclâmpsia. Essa condição geralmente ocorre em 25% das mães de gêmeos. Se não for tratada pelo médico, a pré-eclâmpsia pode trazer perigo para as mães – pode causar convulsões e também um parto prematuro. Mas com uma pré-natal acompanhado de perto, geralmente é diagnosticado cedo, o que traz uma gravidez tranquila.

Saiba que não há como evitar totalmente a pré-eclâmpsia, mas é importante começar o pré-natal o mais cedo possível. Seu médico irá avaliar frequentemente sua pressão arterial com cuidado, para se constatada a pré-eclâmpsia, possa ser tratada imediatamente.

Procure informar imediatamente seu médico se notar algum dos seguintes sintomas, pois podem indicar um caso de pré-eclâmpsia:

  • Inchaço das mãos, no rosto ou na área ao redor dos olhos
  • Um ganho de peso repentino durante um a dois dias
  • Problemas de visão ou dores de cabeça frequentes
  • Batimento cardíaco fora do comum, geralmente acelerado

Diabetes gestacional. Mães que estão esperando gêmeos estão em maior risco de terem níveis acima do normal de açúcar no sangue durante toda a gravidez. Os médicos ainda hoje não entraram em consenso sobre os reais motivos que levam a diabetes gestacional .

Mas há uma aceitação por todos que os hormônios da gravidez que podem interromper a capacidade dos corpos de algumas mães de usar a insulina, o hormônio que auxilia as células a se transformar alimentos em energia, retirando açúcares da corrente sanguínea. O diabetes gestacional pode aumentar o peso ao nascer do seu bebê, e também elevar o risco de complicações na hora do parto, caso não seja identificado. Contudo, uma boa dieta geralmente pode regular ou mesmo evitar o diabetes gestacional , embora algumas mulheres possam necessitar de um tratamento com insulina extra.

Para diminuir o risco, procure fazer um teste de triagem de glicose frequentemente, procure manter uma boa rotina de exercícios durante a gravidez e procure sempre seguir uma dieta saudável, voltada  para a gravidez .

Problemas placentários. Algumas mulheres que esperam múltiplos filhos apresentam um risco elevado de terem a placenta prévia ( placenta de baixa altitude) e também de haver o descolamento de placenta (separação prematura da placenta). O observação cuidadosa pode evitar que a placenta prévia cause qualquer risco significativo. Contudo, o descolamento prematuro da placenta por vezes não pode ser identificado antes que aconteça, porém, há precauções que o médico possa ter para evitar mais complicações, caso ocorram.

Para diminuir risco, é importante realizar todos os exames pré-natais regulares, o que auxiliará a identificação de problemas placentários, e também poderá antecipar as medidas corretas, para assim evitar mais complicações.

Complicações do nascimento de gêmeos concebidos via fertilização in vitro

A fertilização in vitro pode trazer mais complicações, pois muitas mulheres que realizam esse procedimento transferem dois ou mais embriões, para aumentar as suas chances de que pelo menos um sobreviverá a aplicação.

Mas pode acontecer também de todos os embriões transferidos conseguirem sobrevivem, o que pode gerar uma gestação múltipla. Se você estiver grávida de gêmeos, concebidos através da fertilização in vitro, os prováveis riscos, problemas e complicações, são quase sempre os mesmos que seriam para as mulheres que esperam gêmeos, gerados da maneira natural.

Depressão pós-parto. Alguns estudos indicam que mães que tiveram filhos usando tecnologias de reprodução assistida, como a já citada fertilização in vitro, correm um risco mais elevado de terem um caso de depressão pós-parto, em comparação com mulheres que tiveram seus filhos gerados de forma natural. Diversos estudos indicam que mães de múltiplos correm um risco maior de depressão pós-parto.

Considerando o fato de a gravidez gerada através da fertilização in vitro tem mais chances de ocorrer casos de múltiplos, não se sabe claramente qual fator pode ser responsável pela associação.

Para diminuir o risco, sempre discuta com médico se sentir algum sinal de depressão pós-parto, como tristeza intensa ou mesmo uma ansiedade após o parto. Embora esses sentimentos possam ser normais, a emoção excessiva que atrapalhe sua rotina justifica uma conversa com seu médico, que pode te orientar a procurar a ajuda necessária antes que ela atrapalhe na recuperação, e também atrapalhe nos momentos de curtir seus filhos. ?

Complicações potenciais durante a entrega de gêmeos

Quando você tem dois bebês chegando, o parto tende a ficar um pouco mais complicado. Os nascimentos de gêmeos possuem mais variáveis ​​- e também mais surpresas – do que nascimentos únicos. Mas considerando que você só vai passar pela experiência uma vez e ganhar dois filhos, é literalmente um negócio dos sonhos, não importa o que aconteça naquela sala. Em muitos casos, as complicações mais comuns envolvem:

Uma cesariana não planejada. Muitas mães de gêmeos conseguem ter partos vaginais de sucesso. Se você está se pensando em ter um parto natural com gêmeos, é importante reconhecer que há uma probabilidade elevada de que sua gravidez possa precisar de uma cesariana não planejada . O trabalho de parto dependerá da posição, do estado de saúde e também peso de cada bebê, e ainda de como o trabalho está progredindo. Algumas outras condições, como pré-eclâmpsia, também podem elevar suas chances de ter que realizar uma cesariana prematura e não planejada.

Entrega mista. Ainda pode acontecer de que o primeiro filho seja via vaginal, e seu segundo bebê seja por cesariana. Essa é um situação rara, que geralmente envolve um caso de  descolamento prematuro da placenta ou um prolapso do cordão umbilical (onde o cordão umbilical fica na vagina à frente do bebê). Um parto misto pode dar num primeiro momento muito medo, além de uma recuperação pós – parto mais complicada, pois envolve tanto a recuperação do parto vaginal quanto do cirúrgico. Mas se necessária, pode conseguir trazer seu filho com vida, o que com certeza, vale a pena o tempo de recuperação adicional. ?

 

Ah, você sabia que existe um curso chamado Grávida Sempre FIT – Dicas de Nutrição e Fitness Revelado!

Se trata de dicas de nutrição durante a gravidez e como ficar na melhor forma após os partos, todos os passos explicados dividido em 3 trimestres. Alimentos, exercícios antes, durante e pós o nascimento do bebê. Para ter acesso, entre aqui.

 

Fonte 01

Fonte 01

Fonte 01