O que fazer com uma criança que entrega os outros?

2019-06-06 Off Por Rafael Souza

Denunciar seu irmãozinho ou seu amigo porque ele não seguiu as regras ou não faz as coisas corretamente é um comportamento normal até os 5 anos de idade. Após esta idade, no entanto, a criança pode continuar a ter fases em que ele ou ela tenderá a mencionar aos pais ou ao adulto responsável qualquer ação que ele ou ela acredita estar incorreta por parte de um colega de classe.

É melhor não encorajar seu filho se ele tende a denunciar os outros. De fato, não é papel da criança monitorar os outros e praticar a disciplina. Se ele tiver esse mau hábito, é provável que ele recupere seus colegas de classe.

O que fazer com uma criança que entrega os outros?

A primeira coisa a fazer quando o seu filho chega até você, relatando a outra criança, é perguntar a ele sobre sua motivação. Aqui estão as diferentes razões que poderiam levá-lo a denunciar.

Alertá-lo para o perigo

Naturalmente, seu filho pode denunciar uma situação por um bom motivo: um risco para a segurança do outro.

Como reagir? 

  • Verifique imediatamente se seu filho está dizendo a verdade e corrija a situação, se necessário.
  • Agradeça ao seu filho e lembre-o de que ele pode avisá-lo a qualquer momento de um perigo que o faça temer por si mesmo ou pelos outros.
  • Aproveite a oportunidade para rever as regras de segurança.

Atraia sua atenção

Se seu filho está acostumado a denunciar seus companheiros de brincadeira, ele pode fazê-lo para chamar atenção para ele ou se tornar cúmplice de um adulto.

Como reagir?

  • Pergunte por que ele fala sobre isso e avalie com ele a verdadeira gravidade da situação que ele está denunciando. É uma maneira de entender melhor seu filho e fazê-lo entender seu comportamento. Aproveite esta oportunidade para explicar a ele porque você não vai agir nessa situação.
  • Explique que ele não precisa vigiar os outros; ele tem apenas seu próprio comportamento para assistir. Lembre-os de que cabe aos adultos supervisionar as crianças.
  • Organize atividades one-to-one com ele para que ele viva com você em um contexto positivo. Sua necessidade de atenção exclusiva será cumprida.

Parece bom

Ao denunciar um camarada, seu filho pode querer avançar, capacitar e ter vantagem sobre o outro.

Como reagir?

  • Pergunte ao seu filho e pense sobre as conseqüências do gesto que ele está fazendo e as razões que ele tem para conversar com você sobre isso.
  • Incentive seu filho a falar sobre si mesmo, o que ele faz, o que ele está vivendo e o que ele tem orgulho em vez de falar sobre os outros.
  • Se esse comportamento for comum, faça-o fazer um pequeno exercício quando ele quiser denunciar seu companheiro de brincadeira (por exemplo, peça a ele que desenhe o problema, ou escreva-o, dependendo de sua idade). Ao refletir, provavelmente fará a diferença entre as situações importantes a serem relatadas e as que são menos importantes. Pode também achar que o esforço para colocá-lo não vale a pena.

Valide as regras

Uma criança pode denunciar a outra para ver se entendeu uma nova regra. A partir dos 7 anos, a criança torna-se cada vez mais consciente de gestos aceitáveis ​​ou inaceitáveis, bem como das regras de respeito nas relações com os outros. Ao denunciar alguém, ele tenta confirmar com um adulto que ele entendeu o comportamento esperado dele.

Como reagir?

  • Repita a regra e confirme que ele entende.
  • Diga-lhe que essa regra ainda é válida e parabenize-o por agir bem.
  • Lembre-o de que ele não é responsável pelo que os outros fazem, que ele é o único responsável por sua própria conduta.

Chantagem

Também é possível que seu filho denuncie seu irmão ou sua irmã por chantagem e consiga o que ele quer. Por exemplo, ele pode ameaçar denunciar seu irmão mais velho se não jogar com ele ou lhe emprestar seu brinquedo.

Como reagir?

  • Se você perceber que seu filho está chantageando ou tentando se vingar, diga-lhes que você não interferirá e que eles devem resolver seu desacordo com o outro filho.
  • Explique a ele que suas ações podem ser prejudiciais para a relação de confiança que ele tem com a outra criança. Indique a ele que sua conexão com você também será afetada se ele inventar histórias ou denunciar uma situação, a fim de lucrar com isso.

Expresse seu desconforto

Às vezes, a criança pode relatar uma situação porque se sente perturbada, magoada ou injustamente tratada. Ele está desconfortável e não sabe como expressá-lo diretamente para a outra criança envolvida.

Como reagir?

  • Ouça-o, esteja atento e ajude-o a expressar o que ele vive. Ajude-o a colocar palavras em suas emoções: “Você acha que a situação não está certa para você, é? Isso te machuca? “
  • Avalie a situação. Se algo muito sério aconteceu, pode ser útil falar diretamente com a outra criança ou pai. Se for um desacordo menor, ajude seu filho a encontrar suas próprias soluções. Pense em soluções com ele em vez de intervir diretamente.
  • Promova sua autonomia encorajando-o a contar ao seu companheiro de brincadeira o que ele sente e expressar calmamente seus desejos ou desconfortos. Desta forma, você lhe dá confiança em seus meios e ensina-lhe as maneiras certas de interagir com os outros.