Problemas de memória mais comuns durante a gravidez

2019-01-25 Off Por Rafael Souza

Não sabe direito onde colocou suas chaves? Deixou seu controle remoto na em cima do fogão? Procurou o celular que estava no seu bolso? Não consegue lembrar o que fez ontem a noite? E quando você coloca meias diferes, ou mesmo esquece de colocar um par? Parece que você está sofrendo com problemas de memória na gravidez, também conhecido como “cérebro da gravidez”, que é apenas névoa ou pequena confusão cerebral que sempre acompanha a gravidez. Mas não se preocupe! A ciência diz que é isso de fato acontece com algumas mães – e que não é tão ruim quanto você pensa.

Problemas de memória mais comuns durante a gravidez

Um novo estudo divulgado a pouco tempo pelo The Medical Journal of Australia confirma que o seu que essa pequena falta de memória não é apenas um sentimento, mas uma diferença considerável em seu cérebro que fica um pouco alterado durante a gravidez. Mas não se preocupe, é apenas temporário.

O que os estudos dizem sobre os problemas de memória durante a gravidez

Sasha Davies, um dos cientistas que realizam o estudo, disse que seu estudo analisou as diferenças que ocorrem no cérebro.

“Como o ‘cérebro do bebê’ é tão frequentemente relatado, mas também continua sendo apenas um mito segundo a ciência, decidimos que seria necessário agrupar toda a literatura já concluída para identificar alguma clareza sobre se o” cérebro do bebê ” realmente ocorre ou se é apenas consequência do estresse das mães expectantes”.

Embora alguns outros pesquisadores já tenham estudado a cognição durante a gravidez, os resultados foram considerados inconsistentes. Este estudo queria analisar, de uma vez por todas, a questão que traz essa consequência: as habilidades cognitivas das mulheres se alteram durante a gravidez, e em que fase isso acontece?

O estudo examinou como a gravidez alterou não apenas a memória de uma mulher, como outros estudos já fizeram, mas também como foram alteradas suas habilidades de atenção, inibição, tomada de decisão e também o planejamento durante a gravidez. Davies e seus colegas analisaram dados de 20 estudos que estudaram a alteração cerebral na gravidez. No final, o estudo analisou 709 mulheres grávidas e 521 mulheres não grávidas e, após, reuniu as diferenças entre como os dois grupos fizeram testes de funcionamento cognitivo (como lembrar os dígitos em uma linha).

Os resultados indicaram que as gestantes, quando comparadas com as não gestantes, indicaram desempenho pior nas tarefas de mensuração da memória e funcionamento executivo (o que inclui testes de atenção, inibição, tomada de decisão e planejamento) e que a diferença é maior no terceiro trimestre .

Davies relatou que a mudança do cérebro durante a gravidez foi surpreendente, porque ainda não havia sido estudado.

Apesar do efeito trazido na cognição, o estudo indicou que os efeitos não foram negativos. As gestantes ainda se apresentavam no intervalo normal; foi necessário mais esforço mental para conseguir cumprir as tarefas cotidianas de rotina. Então, mesmo que você se sinta com menos poder de lembrança pela ciência, você está indo muito bem.

“O principal resultado que queremos mostrar é que o ‘cérebro do bebê’ é acontece, e ainda, enquanto encontramos alguns declínios em algumas áreas do funcionamento cognitivo durante toda a gravidez, esses efeitos foram relativamente pequenos”, disse Davies. “O desempenho profissional das mulheres grávidas não corre o risco de ser afetado.”

Davies indicou que essas reduções provavelmente não são tão ruins quanto aparentam. Ela disse que a mudança no cérebro pode se tornar adaptativa para permitir melhorias nas habilidades de informação social do cérebro. Você nunca imaginou que perder as chaves três vezes em 20 minutos pode realmente ajudá-lo?

O que isso significa para você

Nem todas as mulheres passarão a ter o cérebro do bebê. Mas se você está lidando com o cérebro do bebê, tenha certeza de que não é apenas coisas da sua cabeça – e que não está sozinha nessa.

Davies disse também que espera que este estudo dê legitimidade ao sintoma já antes alegado, e incentive o apoio a mamães, bem como mais pesquisas sobre a saúde da mulher e os efeitos, especialmente na gravidez. Mas, por enquanto, Davies nos disse que o exercício feito de forma frequente e uma dieta bem equilibrada podem ajudar na proteção contra o cérebro do bebê, enquanto anotações simples e adoção de rotinas podem ajudá-lo a controlar os sintomas.

E lembre-se, essa pequena confusão é temporária e totalmente normal! O seu “cérebro do bebê” vai passar assim que o parto chegar – e você vai ter a sua nitidez pré-gravidez volta em pouco tempo.

Ah, você sabia que existe já um Treinamento Gestacional?

Somos a inovação em treinamento gestacional! Nesse programa 100% online, gestantes poderão treinar no conforto de sua casa, em apenas 15 minutos diários e sem a aquisição de materiais extras. Esqueça o deslocamento até a academia, a mensalidade e até o alto custo de um personal trainer. Nossas aulas foram criadas por profissionais da área da saúde, proporcionando segurança a gestante e seu bebê. Tudo isso por um preço que vai democratizar a pratica de atividade física durante a gestação. Evite as dores nas costas, o inchaço e ganho de peso descontrolado. Venha participar do nosso programa e tenha a certeza de aproveitar ao máximo cada momento dessa experiencia incrível que é estar gravida. Conheça o My Fitness Mom aqui.