Prolactina e Fator de Crescimento Placentário – Tudo o que você precisa saber

2019-02-05 Off Por Rafael Souza

Quer saber tudo sobre os hormônios responsáveis por despertar seu instinto materno e crescimento da placenta ?? Sabia que são os mesmos hormônios da gravidez que tomam conta do crescimento do cabelo e dos vasos sanguíneos?

Prolactina e Fator de Crescimento Placentário - Tudo o que você precisa saber

Prolactina

Também conhecido como hormônio materno, porque é muitas vezes relacionado com o efeito calmante que surge nas mães quando amamentam, que causa ainda mais inspiração ainda e eleva seus instintos amorosos, a prolactina é o principal responsável pela produção de leite do corpo.

O hormônio atua também trazendo um efeito estimulante sobre as glândulas supra-renais que, ocasionalmente, causam um crescimento excessivo do cabelo – infelizmente não apenas no couro cabeludo da cabeça, mas também no rosto, na barriga e outras áreas do corpo onde definitivamente, você não queria mais cabelo.

Mas não se preocupe! Todo esse crescimento extra de pelos irão acabar nos primeiros seis meses depois do parto.

Fator de crescimento placentário

Um dos muitos fatores de crescimento angiogênico, que estimulam o funcionamento dos vasos sanguíneos, não tendo o suficiente do fator de crescimento placentário, tem sido relacionado à pré-eclâmpsia .

Pesquisas apontam níveis muito baixos do hormônio em mulheres que tiveram a doença, cujos  vasos sanguíneos da placenta ficaram menores em vez de se estenderem, o que leva a pressão alta. Seguindo a rotina correta de exames de sangue e urina para avaliar a concentração do hormônio auxilia nas novas técnicas para diagnóstico e também prevenção precoces.

Outros hormônios da gravidez

Outros hormônios importantes durante toda a gravidez incluem a eritropoetina, que é uma das responsáveis ​​pela fabricação de eritrócitos, e a calcitonina, que estimula a formação óssea.

O hormônio tireoidiano chamado tiroxina eleva o consumo de oxigênio da mãe expectante, atua junto com os hormônios de crescimento para gerenciar e estimular o crescimento fetal, e é utilizado no desenvolvimento de todo o sistema nervoso central do bebê, e no outro lado, o hormônio estimulador da tireoide começa a liberação de hormônios tireoideanos que gerenciam a taxa metabólica da mãe. A insulina gerencia o metabolismo dos alimentos da mãe e também do bebê.

O hormônio chamado adrenocorticotrópico estimula as glândulas supra-renais a produzir os hormônios que ajudam nas estrias e o inchaço, enquanto o hormônio adrenal, o cortisol, também atua na maturação pulmonar fetal; em altas níveis, no entanto, o cortisol – o hormônio que causa estresse no corpo – pode atrapalhar nos níveis de progesterona (Mais um bom motivo para evitar o estresse durante a gravidez).

O cortisol (que fica elevado durante o terceiro trimestre) também pode prejudicar o hipocampo, que tem um papel crítico no aprendizado e também na memória (e que pode explicar os diversos casos de esquecimento durante gravidez). A prostaglandina não é de fato um hormônio, mas seu corpo depende dele de forma semelhante; o ácido graxo deixa mais maleável o colo do útero para a preparação do parto.

Durante todo o trabalho de parto, alguns hormônios naturais e saudáveis ​​presentes em seu cérebro, as endorfinas, ajudarão você a passar por essa (embora provavelmente não aprecie)  dor normal do processo – e talvez te façam esquecer toda a dor passada, assim que você avistar aquela pessoa que esperou por tantos meses.?

Ah, você sabia que existe um curso chamado Grávida Sempre FIT – Dicas de Nutrição e Fitness Revelado!?

Dicas de nutrição durante a gravidez e como ficar na melhor forma após os partos, todos os passos explicados dividido em 3 trimestres. Alimentos, exercícios antes, durante e pós o nascimento do bebê. Para ter acesso, entre aqui.

 

Fonte 01

Fonte 01