Quantas calorias você precisa durante a gravidez?

2019-01-17 Off Por Rafael Souza

Vamos falar um pouco sobre alimentação – Mais precisamente sobre o número de calorias que os médicos indicam nessa importante fase da vida, na gravidez!

[kkstarratings]

 

Com certeza, gerenciar sua ingestão calórica durante a gravidez é uma das formas mais importantes e saudáveis de garantir que pequeno bebê esteja conseguindo obter todos os nutrientes necessários para o seu correto desenvolvimento. Leia no nosso artigo como fazer esse controle de maneira correta.

Será que comer por dois quer dizer realmente quer dizer que você deverá comer o dobro de tudo? Sinto te informar que não é tão simples, e que a matemática para a saúde do bebê não funciona dessa maneira simples. É importante que as mães saibam que você tem apenas um pequeno feto ainda em desenvolvimento, ainda em crescimento (e que ele ainda é apenas do tamanho de uma ervilha ou menor ainda, na verdade, durante os primeiros meses).

Quantas calorias você precisa durante a gravidez?

Se você mantinha com um peso regular – saudável – antes mesmo de engravidar, é importante que você sabia que:

  • Durante o primeiro trimestre: você provavelmente não precisará de muitas mais calorias durante o primeiro trimestre. No lugar disso, você deve focar em escolher alimentos nutritivos que mantenham sua energia enquanto apoia o desenvolvimento do bebê.
  • Já no segundo trimestre: você deve sim aumentar sua ingestão diária de calorias em apenas 300 a 350 calorias por dia – o equivalente a, por exemplo, dois copos de leite desnatado e uma tigela pequena de farinha de aveia (e não uma taça de sorvete!).
  • No terceiro trimestre: você precisará sim de um extra de apenas 500 calorias por dia.
  • Se você está carregando mais que um lindo bebê: Você pode precisar de pelo menos 300 calorias adicionais por dia, para cada filhote.

Sem dúvida, existem alguns casos em que essa “fórmula” não se aplique corretamente (por exemplo, se você ainda é muito nova, ou mesmo se já estava abaixo do peso no começo da gravidez, certamente precisará de mais calorias).

Mas no caso de sobrepeso ou obeso antes de engravidar, possivelmente seja necessário ter um consumo calórico pelo menos um pouco menor durante a gravidez (claro, contanto que você ainda preencha a todos os requisitos nutricionais básicos, e se concentrar principalmente na escolha de alimentos de alta qualidade, ricos de nutrientes para o bebê ). Sendo assim, certifique-se de sempre passar com seu médico para entender suas necessidades calóricas diárias.

Como você pode saber se está recebendo a quantidade certa de calorias?

Agora que você já tem conhecimento de quantas calorias precisa, é a hora de pegar a calculadora antiga e fazer aqueles quadros malucos? Absolutamente não. A melhor maneira é se atentar ao que você come, é não anotar cada mordida (quem tem tempo ou paciência para isso, no final das contas?). Em vez disso, observe sempre o seu peso na balança.

Se você começou sua gravidez com um peso normal, durante a gravidez você deve poderá ganhar 1 a 1,5 quilos durante o primeiro trimestre, e após isso, cerca de um quilo por semana, durante segundo e terceiro trimestres. É claro que essas diretrizes também mudam com base no IMC pré-gravidez e em alguns outros fatores, por isso, solicite ao seu médico recomendações para o seu caso.

Quanto peso você deve ganhar durante a gravidez?

É fácil, contudo, esses números não se refletirem na vida real (na verdade, um estudo de 2015 indicou que mais de dois terços das mulheres não conseguem atingir esse número), mas felizmente há simples passos que você pode fazer para recuperar o seu peso:

  • Se você não está ganhando o peso recomendado, principalmente depois de chegar o segundo trimestre (quando o enjoo de manhã e as aversões a comida cessam um pouco), provavelmente você não está comendo o suficiente dos principais alimentos para as grávidas (ou seja, os 12 tipos de alimentos que são recomendados para um gravidez saudável, que incluem: proteína , cálcio , alimentos de vitamina C , verduras e frutas verdes , outras frutas e vegetais , grãos integrais e legumes , alimentos ricos em ferro , a quantidade certa de gorduras e alimentos salgados , água e outros líquidos, e também de suplementos vitamínicos pré-natal).
  • Se você se enquadra na categoria de cima, tente acrescentar pequenas porções adicionais de lanches a cada dia, como proteína magra, alimentos ricos em cálcio e também grãos integrais. Se o seu peso não aumentar de maneira lenta e segura, fale com seu médico, já que passar algum tempo não comendo calorias suficientes pode atrapalhar o crescimento do seu bebê.
  • Se você está ganhando muito peso de forma acelerada, por outro lado, você provavelmente está consumindo mais calorias do que precisa – e isso também pode trazer consequências negativas para a saúde sua e também do seu bebê, incluindo diabetes gestacional , pré – eclâmpsia e também parto prematuro!. Sendo assim, procure sempre fazer alguns ajustes saudáveis ​​em sua dieta (ou seja, retirar alimentos processados, ricos em calorias e sem o necessário de nutrientes), assegurando que você não esteja retirando nutrientes valiosos de que seu bebê precisa.

 

Quer saber mais?

Descubra os Segredos da Boa Forma e Nutrição (dieta) antes e após a gravidez. Nesse e-book você ira encontrar exatamente os segredos de se manter em boa forma antes e Após a Gravidez. Exercícios recomendados para as GESTANTES fazerem suas atividades físicas. Guia nutricional com os melhores alimentos para serem consumidos durante a GRAVIDEZ, alimentos naturais indicados, que possuem valor nutricional que a gestante precisa. Também você ira encontrar uma tabela de vitaminas, de A a Zinco e quais fontes de alimentos naturais consumir para poder está conseguindo ingerir essas vitaminas, mais uma lista com 14 suplementos importantes que você deve consumir naturalmente através da boa alimentação. O que acontece com o seu corpo e o que fazer depois de você ter dado a luz, tudo isso em 6 incríveis capítulos desse maravilhoso E-book. Obs.: Os exercícios recomendados devem ser sempre acompanhados de um profissional qualificado, tais como o consumo dos alimentos pelo seu médico(nutricionista).

Para mais informações do curso, entre aqui.