Sangramento Subcoriônico Durante a Gravidez

2019-01-23 Off Por Rafael Souza

Às vezes, alguns pequenos coágulos sanguíneos se formam dentro das camadas da sua placenta. Mas, na maioria das vezes, eles se curam com o tempo. Saiba mais sobre o Sangramento Subcoriônico que ocorre durante a gravidez.

Você teve um sangramento vaginal percebido durante o primeiro trimestre da gravidez ? Pode ser um sangramento Subcoriônico – uma condição que deve desaparecer por conta própria, e que também não representa um perigo real para você ou seu bebê.

Sangramento Suborriônico Durante a Gravidez

O que é um sangramento sub-craniônico?

O sangramento sub-craniônico (também chamado de hematoma subcoriônico) acontece quando há o acúmulo de sangue dentro nas dobras do córion (a membrana fetal externa, que fica no lado da placenta) ou entre o útero e a própria placenta . Pode levar a manchas leves a pesadas, mas isso pode não ocorrer. A grande parte das hemorragias sub-craniônicas somem por conta própria, e as mulheres continuam a ter gestações perfeitamente saudáveis.

Quão comum é isso?

Cerca de 1 por cento de todas as gestações em todo o mundo terão um caso sangramento sub-craniônico em algum ponto da gravidez, e tende a ser mais comum entre as mulheres que engravidaram por fertilização in vitro . Das mulheres sofrem de sangramento no primeiro trimestre, apenas 20% são diagnosticadas com sangramento sub-craniônico como causa da mancha.

Quais são os sintomas de uma hemorragia sub-craniônica?

Os hematomas subcoriônicos podem extremamente complicados de serem percebidos, porque nem sempre apresentam sintomas perceptíveis, especialmente quando são pequenos e acontecem de forma separada. Marcas de sangue são o sinal mais comum, quase sempre se limitando no primeiro trimestre. Mas em alguns casos a hemorragia sub-craniônica é apontada durante um ultra-som de rotina , sem que haja sinais ou sintomas já percebidos.

Riscos potenciais de sangramento subcorionário

Saiba que a grande maioria dos hematomas subcoriônicos se resolve por conta própria. Porém, em casos raros, um sangramento sub-craniônico pode fazer com que a placenta fique separada da parede uterina, e pode estar associado a um risco elevado de aborto espontâneo e também de parto prematuro – e é por isso que é sempre recomendado informar ao seu médico imediatamente se experimentar sangramento vaginal durante a gravidez.

Você deveria estar preocupado?

É normal e até recomendado  manter uma preocupação em dobro durante a gravidez. Mas entenda que o sangramento craniônico geralmente se cura sozinho, em uma gravidez saudável – e desde que você seja analisada após a detecção, um pequeno sangramento não irá afetar os batimentos cardíacos do seu bebê.

Como o sangramento sub-craniônico é diagnosticado e tratado

Se você perceber sangramento vaginal durante qualquer momento na fase da sua gravidez, chame seu médico. Ele ou ela vai requisitar um ultra-som; dependendo de quão grande ele perceber que foi o hematoma subcoriônico e também onde ele está localizado, bem como das preferências do médico, você pode ser posta em restrição de atividade (também conhecido como repouso absoluto na cama), e também pode ser solicitada a evitar sexo até que o hematoma desapareça sozinha.

Resumindo, esta condição é inofensiva com o tratamento certo e cuidados médicos corretos. Sendo assim, tente não se preocupar e informe sempre ao seu médico sobre qualquer sangramento que esteja ocorrendo.